Hoje, no mercado, sabemos que existem diversos dispositivos elétricos, e para aqueles com maior potência – normalmente motores e equipamentos industriais – realizar acionamentos pode ser complicado. Afinal, interruptores comuns queimam facilmente graças às altas correntes destes circuitos, não é mesmo?

É por isso que no setor industrial é um pouco diferente, pois verificamos que o controle do maquinário é feito com base na utilização de alguns dispositivos e equipamentos, responsáveis pelo gerenciamento de processos e utilizados amplamente quando se fala em automação.

Entre os principais exemplos podemos citar os controladores lógicos programáveis (CLPs), relés, interruptores, controladores de motores e contatores. Os contatores existem para que sejam apresentados contatos mais adequados ao acionamento e muitas formas de se ligar e desligar equipamentos com maior segurança.

Ao decorrer deste texto, vamos destacar a importância de utilizar os contatores, mencionando algumas de suas aplicações. Indicaremos também qual a finalidade de usá-los ainda que existam inúmeros outros dispositivos que garantam um funcionamento estável na gestão e controle dos mecanismos produtivos.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esses equipamentos tão importantes para a indústria? Acompanhe este texto!

 

O que são contatores?

Como mencionamos anteriormente, podemos dizer que o contator é uma espécie de interruptor ou chave magnética tendo como principal função controlar equipamentos elétricos à distância, indicando ao operador o status da carga a ser gerenciada, esteja a mesma ligada ou desligada.contatores

Recomendado para uso com potências elevadas e tensão máxima de 1000 V. Seus contatos possuem dimensões maiores, apresentando melhor justaposição ou encaixe, além de abertura e fechamento rápidos conforme a necessidade. Possui funcionamento semelhante ao do relé, utilizado na proteção dos alimentadores a ele conectados.

Em geral, os circuitos que integram esse dispositivo são: principal, de comando e de sinalização. O primeiro apresenta contatos NA (normalmente abertos), o mesmo ocorrendo com o contato no circuito de comando (que também é NA) e finalmente o contato do circuito de sinalização é NF (normalmente fechado) na condição em que a bobina encontra-se desenergizada. Quando ela está energizada, os contatos NA tornam-se NF e o NF muda para NA.

Os motores de alta potência industriais apresentam corrente de partida bastante elevada, o que nos impede de utilizarmos nesse caso interruptores comuns os quais possuem contatos que se desgastam facilmente, devido ao arco elétrico existente no processo de abertura e repique (com falha na passagem de corrente) quando estão fechados. Nesses equipamentos existe inclusive uma grande carga indutiva e visando um controle adequado sobre o funcionamento deles, evitando que ocorra desgaste ou queima sob alimentação, utilizamos o contator, que representa a única solução ajustável a condições em que exista grande fluxo de corrente. Esse dispositivo funciona com pequenas correntes relacionadas ao circuito de comando, contendo uma bobina responsável pelo processo de manobra dos contatos que constituem suas chaves magnéticas fundamentais à redução do fluxo de cargas no tempo.

Para utilizar o contator é necessário que se conheça o valor nominal de tensão suficiente para energizar a bobina e a corrente máxima a ser suportada pelos contatos. Os alimentadores do equipamento devem conter relés de proteção contra sobrecarga ou superaquecimento e estarem ligados em série com as botoeiras, contato de selo e relé térmico (contatos auxiliares).

 

Mas, afinal, para que serve um contator?

Depois de entender um pouco mais sobre o que é um contator, agora vem a parte prática de todo o seu funcionamento. Em linhas gerais, os contatores de potência atuam principalmente em sistemas trifásicos, isto é, sistemas que fornecem grandes correntes elétricas e onde os equipamentos precisam de três linhas de fase para funcionamento.

A partir dessa ideia de atuação, eles funcionam como interruptores para os equipamentos de maior potência, garantindo maior vida útil aos equipamentos e permitindo também que sejam controlados à distância. Assim, os contatores conferem mais segurança e facilidade de manuseio de equipamentos que podem apresentar perigos aos profissionais da área de elétrica.

Nesse contexto, existem contatores com diversos tipos de contato:

  • Contatos normalmente abertos (NA): permanecem sempre na posição aberta, e se fecham quando acionados, permitindo passagem de corrente elétrica.
  • Contatos normalmente fechados (NF): permanecem sempre na posição fechada, e se abrem quando acionados, interrompendo a passagem de corrente elétrica.
  • Contatos comutadores: possuem as duas funções no mesmo contato, com uma parte NA e outra NF. São empregados não para ligar ou desligar, mas sim para comutar entre diferentes partes de um circuito.

contatores

Sua função principal é o seccionamento das 3 fases do sistema trifásico de alimentação permitindo com que o contator atue como um interruptor para o motor elétrico por exemplo Assim podemos ter o controle da alimentação pelo simples fato do contator ser acionado ou desacionado.

Normalmente utilizado para o acionamento de motores elétricos trifásicos, você também encontrará este dispositivo para comandar o banco de resistências, banco de capacitores, autotransformadores, sistemas de iluminação e muito mais.

 

O uso dos contatores para automação industrial e seus principais benefícios

Quando se trabalha com automação industrial, onde as correntes que alimentam os diversos dispositivos são intensas, dispositivos especiais para seu controle devem ser usados. O contator é um desses dispositivos.contatores

Isso porque seus recursos permitem ligar e desligar cargas que exigem correntes muito intensas de forma segura e eficiente. Além disso, ele permite que circuitos recursos especiais sejam agregados, tornando o controle muito mais versátil tais como a ação biestável, a interrupção automática em caso de sobrecargas e muito mais.

É por esta e por outras razões que todos os profissionais da automação industrial devem estar aptos para entender as especificações desses dispositivos e saber como usá-los corretamente. Dessa maneira, podemos dizer que entre os benefícios dos contatores na automação industrial, se destacam que eles:

  • Possuem baixo consumo energético;
  • Possibilitam efetuar o controle de cargas à distância, o que evita investimento desnecessário em cabos que suportem correntes elevadas e apresentando queda de tensão desproporcional;
  • Utilizam cabos finos (pois a corrente do circuito de comando é pequena) e de menor custo;
  • Podem ser acoplados a dispositivos de proteção contra sobrecarga e vínculos lógicos pertinentes ao funcionamento dos equipamentos por eles controlados;
  • São compatíveis com elementos temporizadores que permitem estabelecer um acionamento e desligamento pré-determinados para as cargas.

 

As partes principais dos contatores

Viu só como os contatores podem ser essenciais para você que está ingressando – ou já ingressou – na automação industrial? Dizemos isso porque todos os seus benefícios, bem como funcionamento, se adequam às necessidades principais da indústria.

Mas você sabe do que consiste um contator?

A gente te explica!

Bobina

É um enrolamento de cobre que cria um campo eletromagnético quando alimentada através dos terminais A1 e A2 e em função disso promove o deslocamento do núcleo de ferro-magnético.

Núcleo

É construído em lâminas de material ferromagnético e é constituído duas partes. Estas partes são separadas por ação mecânica de molas. Uma das partes do núcleo está acoplado aos contatos, portanto o movimento do núcleo aciona os contatos de comando e de carga do contator.

Contatos

São lâminas metálicas com a função de chaveamento e responsáveis pela condução de correntes de carga e correntes de comando. Quando a bobina do contator está desenergizada os contatos ficam em repouso, quando alimentada, os contatos são comutados através do movimento do núcleo na qual estão acoplados mecanicamente.

Mola

A mola é responsável em colocar os contatos na posição de repouso assim que a bobina for desconectada da fonte de energia. Nesta condição a força exercida pelo campo magnético sobre o núcleo se torna menor que a força da mola, fazendo as partes do núcleo se afastar.

Como vimos, algumas das vantagens do uso do contator é seu baixo consumo de energia, além de ser um equipamento que possibilita efetuar o controle de cargas à distância, o que evita investimento desnecessário em cabos que suportam correntes elevadas e que apresentem queda de tensão desproporcional.

É por estas razões que os contatores são utilizados para acionamento de máquinas e motores levando segurança e comodidade no manuseio dos equipamentos que possam levar riscos à integridade do profissional.

 

E por qual motivo a indústria deve usar contatores?

Bom, essa é uma pergunta frequente na hora de decidir quais os produtos irão servir para as indústrias. De modo geral, os projetos e as instalações de engenharia elétrica de potência apresentam um ou mais equipamentos elétricos, instalados ao longo de uma área, que devem ser controlados por um ou mais locais ou pontos de comando.

Como exemplos, podemos citar as refinarias, os canteiros de obras, os diversos processos industriais e até mesmo uma simples porta de garagem ou de um elevador de um edifício. O problema que se coloca então, é o de suprir energia a todos os equipamentos de forma que o operador possa acioná-los ou desligá-los à distância, de forma segura, econômica e eficiente, isto é, tendo conhecimento do status (ligado ou desligado) e respeitando eventuais diretrizes operativas que regem o funcionamento de cada um dos equipamentos.

A primeira forma que surge para solucionar o problema proposto é levar energia a todos os equipamentos através de cabos dos circuitos de potência que alimentam cada um deles, de maneira que todos os circuitos passem pelo ponto de comando, onde estariam localizadas as chaves liga/desliga de cada um deles.contatores

Essa solução certamente não é a mais adequada, pois além de exigir alto investimento em longos circuitos de alta capacidade de corrente, resulta em elevados níveis de perda e de queda de tensão e ainda, apresenta limitações operativas graves, como por exemplo, impedir que se ligue/desligue um equipamento de locais diferentes.

É por esta razão que a solução recomendada é a utilização de contatores, que é um dispositivo de comando, um tipo de chave liga/desliga, cujos contatos mudam de estado, quando se energiza o contator. Isto é, os contatos que estavam abertos quando o contator  estava desenergizado fecham e, os que estavam fechados, abrem. Assim o operador aciona o contator, que por sua vez aciona o equipamento de potência a ele associado. Um contator é um dispositivo de baixo consumo de energia.

 

Qual a associação dos contatores com temporizadores?

Você já ouviu que os contatores podem ser associados aos temporizadores?

Não? Pois saiba que isso é muito comum e nós vamos te explicar.

Como vimos, são muitas as aplicações nas quais podemos utilizar contatores, não é mesmo? E, entre elas, uma das principais e, por sinal, bem interessante é associá-los a temporizadores que gerenciam dois circuitos, onde iniciado o primeiro, algum tempo depois o segundo deverá ser acionado também.

E isso, conforme observamos, é algo de extrema utilidade, uma vez que o temporizador deve ser programado de modo a alterar conforme sua operação os estados de contatos que o integram, atuando sobre as chaves magnéticas de controle.

Na construção civil, geralmente se utiliza um elevador de caçambas (alimentado por uma esteira horizontal transportadora) para carregar areia até um silo. A correia responsável pelo acionamento da esteira deverá mover-se apenas quando o elevador estiver funcionando, com isso evitando falhas no sistema de transporte da areia.

No circuito de comando do motor que aciona a esteira deve existir um contato auxiliar NA do motor que controla o elevador, permitindo a operação da esteira quando o elevador de caçambas estiver em funcionamento e inibindo sua ação caso o referido elevador esteja parado.

Mas, em linhas gerais, o que é o temporizador?

Na verdade, o temporizador é um dispositivo composto por um contador de tempo e um ou mais contatos NA ou NF que invertem os correspondentes estados, após o intervalo de tempo iniciado no momento de energização do temporizador, cuja duração é estabelecida pelo operador através de um dial do próprio Temporizador.

Essa associação de temporizadores a contatores permite, por exemplo, ligar um circuito depois de um certo tempo que um primeiro circuito foi acionado. Para tanto, é necessário que a energização do temporizador seja feita por um contato auxiliar do contator que aciona o primeiro circuito e, um contato NA do temporizador energiza a bobina do contator do segundo circuito, depois de decorrido o tempo pré-estabelecido.

Usualmente, podemos dizer que os temporizadores são desenergizados através de contatos auxiliares de contatores, depois de cumprirem suas funções.

 

Características técnicas dos contatores

Assim como as partes que formam os contatores, também é importante conhecer um pouco mais sobre as suas características técnicas que compõem este produto. Podemos dizer, a partir disto, que as principais características técnicas dos contatores são:

  • Corrente Nominal, que é o maior valor de corrente admissível por tempo
  • indeterminado, por cada um dos tipos de contatos;
  • Quantidade, tipo (NA ou NF) e capacidade de corrente dos contatos auxiliares;
  • Tensão nominal, que é a classe de tensão para a qual o CONTATOR foi
  • projetado para operar;
  • Tensão de alimentação da bobina.

Enquanto isso, podemos dizer que as principais características técnicas dos dispositivos de proteção contra sobrecarga, acopláveis aos contatores, são:

  • Corrente nominal que é o maior valor de corrente que o dispositivo de proteção
  • não opera;
  • Curva tempo x corrente;
  • Quantidade, tipo (NA ou NF) e capacidade de corrente dos contatos auxiliares.

 

Tipos de contatores: contator auxiliar e suas funções

Com dois tipos de contatores existentes no mercado, um deles é o contator auxiliar. Pode-se dizer que o contator auxiliar é um dispositivo desenvolvido para manobrar os circuitos de comando, intertravamento e sinalização. Além disso, é importante ficar atento que este tipo de contator não deve ser utilizado para manobrar cargas substituindo os contatores de força.

Vale lembrar que os contatores auxiliares são protegidos contra o toque acidental, além de possuírem terminais de ligação por parafuso ou Cage-Clamp. O contator auxiliar em sua configuração básica possui quatro contatos, além de contar com alta segurança de contato para baixas tensões e correntes. Estes podem ser ampliados em até quatro contatos através de blocos de contatos auxiliares acopláveis. O bloco pode ser encaixado facilmente na parte frontal dos contatores auxiliares.

Por fim, é importante mencionar as principais características de um contator auxiliar, que giram em torno de:

  • Proteção contra penetração de corpos estranhos e protegido contra torques conforme VDE 0106;
  • Fácil instalação e manutenção;
  • Contato auxiliar 1NA/1NF;
  • Uma completa linha de acessórios;
  • Sistema de montagem rápida em trilho DIN 35mm .
  • Em conformidades IEC 60947-1, IEC 60947-4-1, VDE 0660, BS 5424;
  • Certificados: CE CCC.

contatores

Tipos de contatores: contator de potência e suas aplicações

 

Comumente mais conhecido, o contator de potência é um dos mais populares dispositivos de acionamento quando o assunto em questão é comandos elétricos. Isso porque o simples fato de se deparar com este dispositivo em um painel elétrico, normalmente, traz na mente do profissional da área elétrica a ideia da existência de um motor elétrico trifásico.

Na grande maioria das vezes, o contator é utilizado para o acionamento de motores elétricos, no entanto, esta não é a única aplicação deste dispositivo. Hoje em dia você encontra alguns possíveis substitutos para o contator como são os relés de contato sólido, mas não tenha dúvidas que o contator de potência estará sempre presente em seu dia a dia.

Podemos dizer, então, que o contator de potência tem como finalidade principal o seccionamento das três fases de um sistema trifásico de alimentação, o que permite com que o contator de potência atue como um interruptor para o motor elétrico, por exemplo.

Assim, como um contator de potência, podemos ter um maior controle da alimentação, apenas porque o contator foi acionado ou desacionado, dependendo do caso. Normalmente, o contator de potência é utilizado para o acionamento de motores elétricos trifásicos, você também encontrará este dispositivo comandando banco de resistências, banco de capacitores, autotransformadores, sistemas de iluminação e muito mais.

Por isso, como comentamos anteriormente, os contatores de potência poderão acionar diversos tipos de cargas elétricas, mas o que vai efetivamente permitir essa flexibilidade será a categoria de emprego deste equipamento.

As categorias de empregos definida pela IEC-947-4 fixam os valores de correntes que o contator deve estabelecer ou interromper. Elas dependem:

  • Da natureza do receptor controlado: motor de gaiola ou de anéis, resistências
  • Das condições nas quais se efetuam os fechamentos e as aberturas: motor em regime ou bloqueado ou em partida, inversão do sentido de rotação, frenagem por contracorrente.

 

Funcionamento e componentes dos contatores de modo geral

Podemos dizer que o funcionamento padrão dos contatores dá-se da seguinte forma: quando a bobina eletromagnética é energizada, forma-se um campo magnético que se concentra na parte fixa do dispositivo e atrai o núcleo móvel, onde estão localizados os contatos móveis, que, por consequência, também são deslocados.contatores

O comando da bobina é feito por meio de uma botoeira com duas posições, que tem seus elementos ligados à bobina. A velocidade de fechamento dos contatos é uma junção da força proveniente da bobina e da força mecânica das molas de separação que atuam em sentido contrário. As molas de compressão são também as responsáveis pela velocidade de abertura do circuito, quando a alimentação da bobina cessa.

Os contatos principais tem como função estabelecer e interromper correntes elétricas de motores e chavear cargas resistivas ou capacitivas. No contato são utilizadas placas de prata. Enquanto isso, os contatos auxiliares são utilizados para comutar circuitos auxiliares de comando, sinalização e intertravamento elétrico. Esses contatos podem ser normalmente aberto, ou NA, ou normalmente fechado, chamado de NF, assim como nos relés.

Os componentes do contator ficam alojados no interior da carcaça que é constituída de duas partes simétricas (tipo macho e fêmea), unidas por meio de grampos, e, normalmente, fabricadas a partir de plásticos de engenharia. No Brasil, esses equipamentos, desde seus componentes até sua montagem, são elaborados conforme a norma ABNT NBR IEC 60947-4-1:2008 – Dispositivo de manobra e controle de baixa tensão – Parte 4-1: Contatores e partidas de motores – Contatores e partidas de motores eletromecânicos.

As vantagens de utilização de contatores ficam por conta do comando à distância, do elevado número de manobras, da grande vida útil mecânica, do pequeno espaço para montagem e da tensão de operação de 85% a 110% da tensão nominal prevista para contator. Mas assim como qualquer outro dispositivo elétrico, sua seleção para uma dada instalação deve levar em conta as particularidades do circuito.

Para especificar um contator, é preciso considerar a corrente nominal do dispositivo, a tensão e a frequência da rede, a tensão e frequência de acionamento e a quantidade de contatos auxiliares, fazendo uma previsão de que como o contator irá operar.

 

Se você está precisando de um contator, procure por um distribuidor!

Isso mesmo!Não adianta apenas entender os conceitos, as aplicações e para que servem os contatores. É claro que isto é muito importante para você conhecer melhor sobre este produto. Mas, em todas as situações, o mais indicado é entrar em contato com uma empresa que seja especializada neste tipo de produto.

Como é o caso de um distribuidora de contatores.

Como vimos, em todo campo industrial há emprego de motores elétricos e são necessários equipamentos que tornam os processos de manobra mais seguros, práticos e ágeis. Um desses equipamentos que se destaca é o contator. Responsáveis pelo acionamento dos equipamentos industriais, os contatores compõem o esquema elétrico das instalações e, apesar de seu tamanho diminuto, desempenham funções de grande importância.

E como você tem acesso, se não nos distribuidores de contatores?

Não tem como. Este tipo de empresa é ideal para você adquirir este tipo de produto, uma vez que estes são especializados e certificados para trabalhar com as melhores marcas de contatores do país, isso sem contar que eles possuem o conhecimento técnico e específico, capaz de minimizar suas dúvidas e de oferecer produtos que realmente irão fazer a diferença dentro da sua empresa e/ou indústria.

Em busca de contatores? A Safety Control é a solução em distribuição destes produtos!

A Safety Control é uma empresa que foi inaugurada com o objetivo de ser um distribuidor de contatores de referência no  Brasil. Desde 2008 trabalhando de maneira séria e comprometida com os clientes, a empresa ampliou sua atuação e passou a ser também revendedora de outras fabricantes, como Datalogic, a, Wago, MetalWork e Contemp, sem perder o foco em continuar como o melhor em relação aos distribuidores de contatores.

Para se tornar um especialista em trabalhar com materiais elétricos, a Safety Control criou uma rede de atendimento capaz de apresentar ao cliente o material que ele precisa de forma rápida, à pronta entrega. Com isso, a Safety Control garante disponibilidade total de peças de reposição de componentes e sistemas elétricos, bem como os contatores.

Os produtos da Safety Control são reconhecidos no mercado pela capacidade técnica, soluções inovadoras, personalizadas e integradas, com uma linha de produtos seguros e totalmente sustentáveis. A Safety Control também oferece ao cliente a linha completa de produtos que irão agregar valor à sua indústria, além de melhorar a automação industrial da mesma.

Vale lembrar que a Safety Control, sediada em Curitiba, Paraná, tornou-se uma referência no mercado através do atendimento de qualidade e produtos ideais para cada aplicação. Entre as soluções que trabalha, a Safety Control oferece não só os contatores, como também:

  • Automação e Controle – Temos uma linha completa de automação e controle, com acionamento, controle, comando, sinalização, relés temporizadores, relés de segurança, relés acopladores, controladores programáveis, fontes chaveadas e muito mais.
  • Proteção de Circuitos – Os produtos de proteção de circuitos são conhecidos pela grande variedade de disjuntores para cada aplicação.
  • Distribuição Elétrica – São diversos modelos de contatores e disjuntores para média tensão.
  • Sistemas de Potência – O cliente pode encontrar as melhores opções em religadores e chaves, capacitores e soluções de automação da distribuição de energia elétrica

Por isso, é importante, inclusive, frisar que a Safety Control conquistou um alto grau de fidelização por parte de seus clientes que buscam produtos e contatores de qualidade, o qual também é garantido por um competente serviço de pós-venda que está sempre à disposição para sanar as mais diversas demandas.

Vale ressaltar que seu amplo estoque de produtos é responsável pela agilidade na manutenção e pela pronta entrega de peças e serviços, um diferencial bastante significativo para quem procura por contatores. A Safety Control está há tantos anos no mercado, em especial com produtos para linhas de produção e áreas nas quais qualquer interrupção possa representar perdas, danos ou riscos.

Esse compromisso em ser uma das melhores empresas do ramo pode ser comprovado na rotina da Safety Control e em cada departamento de sua sede própria, composta por mais de 600 m² de área útil, contendo laboratório para testes e manutenção, além de uma sala de treinamento para compartilhar conhecimentos entre colaboradores, clientes e fornecedores.

Isso mostra o quanto a Safety Control como Distribuidor de contatores se preocupa em oferecer o que há de melhor para os seus clientes que buscam por uma automação industrial, bem como redução de custos, gerenciamento de energia, entre outros pontos importantes para o bom andamento da indústria como um todo.

É muito importante, ainda, ressaltar que a Safety Control se destaca não só por ser um Distribuidor de contatores de qualidade, como também detém o título de autoridade em Automação Industrial e Implementação de Segurança de Máquinas – NR-12.

Ao longo dos anos, a Safety Control tem pautado a sua atividade na comercialização de produtos de qualidade e tecnologia de ponta, tendo-se especializado na comercialização de equipamentos e sistemas para a aplicação em diversos campos de automação industrial, onde detém a exclusividade de diversas marcas conceituadas.

Com anos de experiência neste mercado que só tende a crescer, a Safety Control conta, hoje, com vários produtos e serviços comercializados e reconhecidos internacionalmente pela sua qualidade, às quais presta apoio e assistência técnica pré e pós-venda.

Desses anos todos de experiência no ramo de automação industrial, a empresa disponibiliza uma gama completa de soluções, que lhe permite dar respostas eficazes no que respeita a:

  • Controle e automação industrial;
  • Instrumentação e processos;
  • Sistemas e software;
  • Sensores de temperatura e de nível;
  • E muito mais!

Por esta e muitas outras razões, a Safety Control firma seu compromisso em ser a solução mais completa em Distribuidor de contator para Automação Industrial, Controle e segurança de Máquina, para que você e sua indústria tenham acesso ao que há de mais moderno, seguro e de qualidade.

contatores

A solução que você precisa, com a eficiência que você merece.

Entre em contato conosco e conheça nossos diferenciais.