Estamos vivendo a era das revoluções tecnológicas e o avanço da globalização. Com ambas, quem tem uma empresa sabe: é cada vez mais necessário o uso de macetes e soluções industriais para redução de custos e, claro, para agilizar os processos dentro da indústria.

Otimizar e aumentar a produtividade de uma produção industrial são duas das demandas que todas as empresas costumam apresentar e, com a adoção massiva da Indústria 4.0 ao redor do mundo, estas metas são cada vez mais urgentes.

É por isso que, hoje, para ajudá-lo com essa tarefa e contar com um apoio fundamental para aumentar a qualidade e eficácia fabril, as empresas começam a disponibilizar uma série ferramentas para planejar, automatizar e otimizar o processo produtivo.

É a partir deste ponto que começam a surgir as soluções industriais, oferecidas por empresas que são especializadas neste tipo de serviço. Com diversas opções de soluções integradas de automação industrial, as empresas podem ajudá-lo a controlar suas tarefas, atender imprevistos, evitar desperdícios, e ainda mais, explorar como os processos afetam o cotidiano de sua empresa.

Vale sempre lembrar que a transformação começa com as próprias pessoas, mas é imprescindível que as pessoas tenham ferramentas confiáveis, versáteis e seguras para realizar o máximo do trabalho com colaboração e adaptado ao contexto do mundo real.

Por este mesmo motivo, as empresas começam a fornecer atualização das novas versões com as implementações de inovação, bem como, para atender correções de ordem legal, ou ainda, decorrentes de depuração do sistema.

A complexidade tecnológica, a quantidade de pessoas e empresas envolvidas, os interesses de investidores e gerencia técnica na área de sistemas de automação industrial hoje, evoluíram de forma a abrir uma demanda por técnicas de gestão de projetos modernas, que também sofreram uma evolução ao longo do tempo.

Essa questão hoje é um “guarda-chuva” dentro de qualquer empresa, pois tudo é um projeto, neste conceito de fazer algo, sob uma necessidade e em nosso caso, a automação industrial com seus sistemas, é um projeto, logo necessita de um foco em técnicas de gestão.

De acordo com o TSG The Standish Group (2010), somente 32% dos projetos tem sucesso, conforme foram concebidos até a implantação, 44% tem sucesso parcial, isto é, falta algo ou falha durante o processo de implantação e 24% são cancelados. Isso também falando que os custos extrapolam 189% do original e o tempo se estende em 222% do planejado.

Concluímos que projetos sempre existiram, o que aconteceu foi uma evolução sem precedentes nos conceitos de gestão destes, além da formalização, a quantidade de conhecimento disponível para o atingimento de metas a que se propõe os projetos, entregando sistema com alta eficiência e atingindo objetivos organizacionais como estratégia competitiva para os negócios e, por isso, a busca por soluções industriais está cada vez maior.

Todos estes conceitos são uma formatação para aplicar em projeto com uma determinada envergadura, onde envolvem muitas pessoas e muitos equipamentos, projetos médios e grandes, talvez seja um pouco difícil de dimensionar para aplicar uma ou outra ferramenta.

E por isso que as soluções industriais podem ser aplicadas em todas ás áreas, de pessoas, negócios, indústria e governo, logo algumas tendências são visíveis que já estão ocorrendo, listamos abaixo algumas importantes, para serem observadas:

  • Gestores técnicos com conhecimento formal em gestão de projetos;
  • Departamento de gerenciamento de projetos obrigatório para negociação e contratos com clientes;
  • O gerenciamento de soluções industriais devem estabelecer regras que conectem projetos de negócios com as estratégias da empresa;
  • E muitos outros

Quer saber quais são as principais soluções industriais para as empresas em geral, independente de seu segmento? Então, acompanhe esta postagem e fique por dentro das novidades do setor de soluções industriais!

 

Análise de Vibração: solução industrial altamente assertiva!

Soluções Industriais

Nos dias atuais, podemos dizer que as indústrias enfrentam muitos desafios quando o assunto é: redução de custos de manutenção, aumento do tempo de operação das máquinas, mão de obra enxuta com objetivo de reduzir custos de produção e de transação.

Para ajudar a reduzir esses custos, as indústrias passam a buscar novas técnicas para ajudá-las nesta tarefas.Umas da melhores técnicas e alternativas é a Manutenção Preditiva através da Análise de Vibração.

Uma das principais e mais importantes soluções industriais, a Análise de Vibração nada mais é do que o processo pelo qual as falhas em componentes móveis de um equipamento são descobertas pela taxa de variação das forças dinâmicas geradas. Tais forças afetam o nível de vibração, que pode ser avaliado em pontos acessíveis das máquinas, sem interromper o funcionamento dos equipamentos.

Podemos dizer que, em linhas gerais, para implantação da Análise de Vibração e geração de relatórios é necessário seguir e estabelecer algumas etapas, entre elas:

  • Entrar em contato com um Especialista em Análise de Vibração ;
  • Listar os equipamentos a serem medidos com respectiva identificação e cadastrá-los no sistema;
  • Levantar os dados construtivos e operacionais dos equipamentos, tais como: rolamentos, número de dentes das engrenagens, rotação, potência, desenhos construtivos, etc.;
  • Ter o histórico de manutenção dos equipamentos;
  • Escolher os pontos de medição e sua identificação no sistema e na máquina, além de levar em conta as grandezas a serem medidas para cada ponto;
  • Ter em mente que é importante manter a periodicidade das medições;
  • Programar os pontos de coleta de dados;
  • Entre outros pontos.

Assim, com base na análise de vibrações, curvas de tendência e análise espectral, você terá uma previsão de quando será necessária uma intervenção de manutenção e, assim, quais os serviços e soluções industriais a serem realizados, prolongando-se a vida útil de componentes, substituindo-as apenas o necessário.

 

Comunicação Bluetooth em ambientes industriais

Com a globalização e o fácil acesso às informações, de modo geral, as tecnologias de redes sem fio têm demonstrado um grande potencial para aplicações industriais, comerciais e de consumo, especificamente no monitoramento e controle de processos, obtendo e disponibilizando dados de processo (pressão, umidade, temperatura, vazão, nível, densidade, viscosidade, medições de intensidade de vibração, etc.), que podem ser coletados por meio de unidades de detecção e transferidos sem fio para um sistema de controle para a operação e gestão.

Soluções IndustriaisComo é considerada uma tecnologia onipresente, a comunicação Bluetooth apresenta-se como diferencial no mundo da automação e indústria, obtendo maior flexibilização da comunicação, mobilidade dos equipamentos instalados em campo e um menor custo de instalação e manutenção. Assim, são muitos os benefícios propiciados pelo uso desta tecnologia, desmobilizando uma gama de soluções para o ambiente industrial e facilitando, cada vez mais, o dia a dia operacional.

Uma das vantagens do Bluetooth é que dois ou mais dispositivos com a tecnologia se reconhecem e “conversam” automaticamente, dispensando configurações e procedimentos de conexão. Um dispositivo assume automaticamente o papel de “mestre” e pode se conectar a até sete “escravos” ativos.

 

Sistema de Rastreabilidade Industrial

Você, com certeza, já deve ter ouvido falar no termo “rastreabilidade”. Nas soluções industriais, a rastreabilidade significa a capacidade de dizer onde um determinado item está e em quais condições ele está, ainda que à distância. Em alguns casos, este pode ser um termo que pode significar garantir a segurança e a confiabilidade de determinadas informações, como a procedência de um produto.

Devido a essas características, esse é um elemento logístico importante para o seu negócio e que pode influenciar fortemente os resultados dele. Sem ele você não tem informações completas sobre o produto e, portanto, seu gerenciamento é mais difícil. Conhecer os métodos de rastreabilidade, portanto, é uma forma de conhecer formas de ajudar a sua empresa.

Confira a seguir cinco desses métodos e saiba como utilizá-los adequadamente!

Manufatura automatizada

Em termos gerais, entender como funciona internamente a manufatura automatizada é conhecer em que estado de produção se encontra um insumo, ou seja, é fundamental para garantir uma boa rastreabilidade.

É por esta razão que a manufatura automatizada é uma opção bastante utilizada nas indústrias onde, nesse tipo de sistema de rastreabilidade, os produtos contam com etiquetas do tipo RFID, a fim de que sejam enviadas informações a cada próxima etapa na qual o produto entra.

Para que isto aconteça corretamente, é necessário realizar uma integração ao sistema de execução de fabricação, também conhecido como MES, que nada mais é do que um sistema computacional que é responsável por manter esse histórico de posição do insumo na cadeia produtiva.

Essa é uma opção especialmente útil porque não apenas indica a posição de um determinado insumo em certo momento, mas também cria um histórico completo relativo à produção. Caso seja necessário apresentar informações relativas ao processo produtivo, essa integração também garante a disponibilidade desses dados.

Kanban eletrônico

Você também já deve ter ouvido falar do Kanban, um sistema que foi inicialmente desenvolvido como uma forma de controlar o fluxo de produção por meio de ordens de pedido de entrega ou requisição de materiais relativos à linha produtiva de um determinado setor. Essas ordens de pedido apareciam em forma de cartões de sinalização e poderiam indicar, por exemplo, que uma linha produtiva concluiu a finalização do produto ou que demanda mais matéria-prima para dar início a um novo lote.

Dessa forma, com o avanço e a entrada da tecnologia (em geral) no controle produtivo, o Kanban também ganhou ares digitais e, por isso, se transformou em Kanban Eletrônico. Com isso, o processo de sinalização se tornou mais automático de modo que seja possível mapear o movimento dos insumos de maneira geral.

Vale lembrar que o Kanban Eletrônico também é responsável por realizar as ordens de pedido, sempre de uma forma que o inventário de produtos seja levado em conta. Se uma matéria-prima está prestes a atingir seu prazo de validade, por exemplo, o Kanban Eletrônico pode automaticamente detectar essa situação e determinar que esse material seja utilizado na frente dos demais.

Mais do que rastrear, portanto, esse sistema também ajuda na administração correta, tanto quanto possível, dos recursos existentes.

Etiquetagem de embalagem terciária

Enquanto isso, na logística interna, a sua empresa também pode realizar uma etiquetagem de embalagem terciária, como dos pallets. Nesse caso, não é o insumo que é controlado até se tornar o produto final, mas, sim, o produto final em lotes.

Em casos como este, são colocados códigos de barra do lado de fora dos pallets de modo que a identificação seja facilitada, ainda que à distância. Dessa maneira, a entrada no estoque, por exemplo, se torna mais controlada e mais rastreável.

É claro que, de certa forma, podemos dizer que é ainda mais fácil localizar lotes de produto que podem ser divididos de acordo com a data de fabricação, por exemplo. Em empresas que possuam um grande volume de movimentações no estoque, esse sistema de rastreabilidade é praticamente indispensável para que não apenas se saiba onde estão determinados produtos, mas também para controlar melhor as características de cada um — o prazo de validade é um exemplo.

Gerenciamento de ativos

Você sabia que o gerenciamento de ativos da sua empresa também é feito através de um sistema de rastreabilidade industrial? Isso mesmo, principalmente quando falamos do gerenciamento de ativos como maquinários, meios de transporte e outros componentes que fazem parte de uma boa logística podem ser rastreados por meio de seu gerenciamento.

É dessa maneira que controlar a vida útil desses ativos tornou-se possível, graças à avaliação de mudanças no estado, depreciações e mais. Isso leva a uma adaptação às necessidades específicas do negócio, já que se for preciso produzir ou armazenar uma determinada demanda, é possível identificar qual é o mais recomendado para a tarefa.

Com este tipo de sistema, podemos dizer que ocorre, inclusive, a otimização do uso desses ativos. Com mais controle sobre as mudanças é possível prever a necessidade de manutenção ou estabelecer o máximo de disponibilidade de modo que a produtividade seja positivamente afetada.

Essa opção é mais focada na estrutura interna da empresa e deve ser preferencialmente utilizada com outras opções direcionadas mais aos produtos em si. Dessa forma, é possível estabelecer um controle tanto sobre os produtos quanto sobre os ativos utilizados para sua produção.

Rastreamento externo de logística

Uma vez que o produto tenha saído da sua empresa, ainda assim é possível rastreá-lo. Isso é possível ao utilizar uma frota própria que é monitorada em tempo real com aplicativos e dispositivos que transmitem informações como a posição do veículo de entrega.

Essa opção é especialmente útil quando a logística de entrega desempenha um papel ainda mais importante nos resultados do negócio. Empresas que fazem entregas urgentes, por exemplo, precisam realizar um controle estrito das mercadorias de modo que consigam cumprir o prazo estabelecido.

Também é possível exercer um rastreamento externo de logística a fim de garantir a alta confiabilidade e procedência dos produtos. Pode ser empregado, por exemplo, no segmento de medicamentos brasileiros. Como uma maneira de evitar as falsificações de medicamentos, as embalagens secundárias deverão ter um código GS1 DataMatrix, com as informações completas sobre o produto. Essa solução tão inovadora já existe no país e foi desenvolvida pela GS1 Brasil. Você pode conferir mais informações acessando aqui.

Esse tipo de identificador é conhecido como Identificador Único de Medicamentos (IUM) e é impresso em forma de etiqueta a ser afixada na caixa. Quanto à embalagem primária, o código de barras tradicional poderá ser a escolha a ser feita.

Os métodos de rastreabilidade que podem ajudar sua empresa incluem desde os métodos internos e produtivos, como a produção manufaturada, até métodos que envolvem logística externa. É possível, então, exercer um controle em toda a cadeia produtiva e ter mais informações sobre o estado do produto a cada etapa. Apesar disso, cada um desses métodos se adéqua melhor a um tipo de empresa, que deve considerar o volume de produção e de movimentações para identificar aquilo que fizer mais sentido.

 

Sistema de Gerenciamento de Energia: economizar energia com eficiência!

Apesar de ser um dos principais objetivos de uma empresa, o gerenciamento de energia vai muito além do ponto de vista econômico. Gerenciar a energia tem ganhado mais força, ainda mais com sistemas de gerenciamento de energia, porque não se trata simplesmente da diminuição de gastos nessa área da indústria.

Muito pelo contrário gerenciar é controlar algo que é finito, ou mesmo que tenha limitações tecnológicas, geográficas ou ambientais para crescer. Os impactos da produção de energia, mesmo das chamadas “Energias Limpas”, na verdade tratam das que menos impacto geram, e não das que não geram nenhum.Soluções Industriais

Em muitas empresas, por exemplo, é necessário aumentar as fontes de energia para que se tenha maiores ganhos de produção, porém, por vezes, ocorre que o aumento da geração de energia é impossibilitado devido às limitações de matrizes energéticas ou inviabilizado por fatores econômicos, sem contar o caráter alarmista com o qual as empresas se deparam, existe ainda a consciência dos consumidores que cada vez mais cobram esta ótica dos fornecedores de seus produtos e serviços.

É por isso que contar com um sistema de gerenciamento de energia passa a se tornar uma exigência global que independe do tamanho ou área de atuação das empresas ou instituições, do quão lucrativo ou do quanto a energia é significativa dentro de seu processo.

É claro que as exigências em cadeia já começam a fazer parte do ciclo de produção, pois em várias situações de nada ou pouco resolverá que uma empresa procure como realizar o melhor uso da energia se seus fornecedores também não o fizerem.

Por isso que, neste contexto, as empresas têm buscado se adaptar a esta nova realidade otimizando gastos, por motivo de responsabilidade sócio–ambiental ou pela rejeição ou diminuição da demanda de seus produtos.

E como fica o rateio de custo de energia neste ponto?

Bom, podemos dizer que, hoje, as indústrias precisam apostar em soluções industriais que giram em torno do gerenciamento de energia, bem como o rateio de custos de energia elétrica. E isso pode ser feito apostando em sistemas de automação industrial, que irão ajudar e acrescentar às indústrias o rateio que elas buscam e, consequentemente, precisam.

Os métodos de rateios são flexíveis e se associam à cada fonte a ser rateada. Por exemplo: podemos ter o kWh individual como critério de rateio de energia elétrica e o consumo de água individual como critério de rateio de utilidades, lembrando que as próprias fontes poderão ser inseridas no sistema automaticamente desde que exista um medidor global para a respectiva fonte.

Os critérios de rateio são totalmente livres mesmo para estes valores manuais, podendo ser vinculados a qualquer consumo energético, de utilidades, áreas, percentuais, etc.

No caso de energia elétrica podemos ainda contar com métodos de rateio baseados no consumo, por valor manual ou equitativo, rateando o consumo, a demanda ou ambos.

 

O que é rateio de custos, afinal?

Bom, podemos dizer que esse rateio de custos de energia elétrica é uma divisão proporcional de custos que exemplificamos anteriormente e, para isso, é importante que ele seja feito baseado nos dados de cada uma das áreas. Apenas assim o custo individual delas realmente vai condizer com a realidade.

Em outras palavras, podemos afirmar que o rateio é uma estratégia que visa conhecer de forma precisa todos os gastos da empresa para que ela permaneça operando. Ele é feito pela área contábil, responsável por fazer todo o registro por meio das contas de custeio, que, no caso das indústrias, correspondem aos gastos necessários para a produção de mercadorias.

Por esta razão, há dois conceitos que são muito importantes para o rateio: os custos diretos e os indiretos. Enquanto os primeiros são os gastos diretamente relacionados à produção, os segundos são os custos que, embora sejam importantes, não são identificados de forma clara na produção, por isso, são mais difíceis de calcular. Retomando o caso da montadora de carros, os custos diretos são as peças necessárias para produzir os veículos, enquanto os indiretos são gastos referentes ao trabalho de marketing ou do financeiro da empresa, por exemplo.

E sabe por que fazer essa análise de custos é fundamental em uma indústria? Porque a partir dela descobre-se a rentabilidade do negócio e o desempenho de todas as suas atividades, ajudando no planejamento, no controle e no desenvolvimento dos diversos processos internos.

Assim, é possível precificar de forma correta, otimizar os ganhos e reduzir os gastos.

E isso é o que todo empresário deseja, certo?

Sim, e é por isso que também devemos dizer que tais informações obtidas são essenciais nas tomadas de decisões e na realização de investimentos estratégicos. Por isso que se faz tão necessário o rateio de custos de energia elétrica.

 

Codificadoras a Laser: precisão é a palavra de ordem!

Cada vez mais utilizada por indústrias e empresas, a tecnologia à laser tem ganhado espaço no mercado de soluções industriais. Para as aplicações de marcação industrial, os lasers mais utilizados se situam no espectro eletromagnético que vai dos codificadores laser de CO2 (10600nm) até os marcadores lasers de fibra de Ytterbium (1055-1070 nm).

Tendo isso em vista, as codificadoras a laser têm como características principais:

  • Monocromático (isso quer dizer que a luz tem somente um comprimento de onda);
  • Colimado (a luz laser viaja em linha reta sem divergência ou convergência);
  • Coerente (todas as partículas de energia de luz viajam em fase entre si).

Dessa maneira, as codificadoras a laser são dimensionadas de acordo com as características da aplicação, ou seja, do material a ser marcado, taxa de produção ou do ambiente industrial a qual será inserida.

Uma grande vantagem das codificadoras que marcam a laser é que elas são indeléveis, ou seja, o laser não pode ser apagado utilizando solventes ou raspadas sem danificar permanentemente a embalagem.

 

Soluções industriais na era da automação: produtividade e inovação

Após entender um pouco mais sobre as soluções industriais, dentre os dispositivos utilizados em soluções em automação industrial, o uso de controladores lógicos programáveis é o mais frequente o qual dispõe de softwares programado para realizar operações lógicas, a fim de padronizar o serviço de modo que o processo seja sempre preciso e produtivo.

Vale lembrar que o software é programado de acordo com a tarefa de cada máquina, assim trabalhando automaticamente na produção, em sua grande maioria, não necessitando da mão de obra humana em tais processos, uma vez que a máquina realizará maior parte do processo através dos serviços oferecidos pelas soluções em automação industrial, que focam em etapas de produção de forma padronizada e em grande escada.

Dentre as principais soluções em automação industrial, podemos citar:

  • Linhas de montagem e máquinas especiais
  • Linhas robotizadas
  • Sistemas de visão
  • Programação de robôs
  • Programação de sistemas de visão

 

Faça mais e melhor com os processos de soluções em gerenciamento de energia elétrica da sua indústria
Os processos industriais geralmente são complexos e podem se tornar obsoletos com o crescimento da indústria, fazendo com que haja constantes desperdícios, comprometimentos de prazos de produção, limitação da capacidade de expansão e constantes desgastes de equipes de trabalho.

Dessa forma, a busca pela eficiência, maior produtividade e menores custos impulsionam as empresas a buscar soluções inovadoras para automação de suas operações em diversos níveis, utilizando as mais modernas tecnologias e técnicas.

Entre as principais soluções que a automação industrial, bem como seus processos, podem oferecer para a sua empresa ou indústria estão listados em:

  • Sistemas de controle gerais;
  • Análise e projeto de sistemas de controle;
  • Dinâmica dos sistemas de controle;
  • Análise de erro em regime estacionário;
  • Otimização de sistemas;
  • Projeto e compensação de sistemas de controle;
  • Entre outros.

Após entender este conceito, bem com as soluções gerais, podemos notar que hoje, no mercado, não é raro encontrarmos gestores de empresas que não leem os dados da conta de energia. Mas o que muitos não sabem, é que o primeiro passo para racionalização do uso desta, é justamente a análise dessas contas com base nos ajustes de tarifas e no aumento das multas cobradas pelas concessionárias. Ainda assim, todos sabemos que economizar energia e ainda manter ou melhorar o processo produtivo das empresas são processos complicados e requerem muita dedicação por parte dos responsáveis.

Daí a importância da supervisão em tempo real do fluxo de energia. Somente com dados relacionados a estes fluxos, os gestores conseguem controlar o consumo geral da organização, a fim de avaliar com que eficiência a energia elétrica está sendo usada, minimizar desperdícios e evitar o pagamento de multas. Devido ao sistema de gerenciamento, eles podem ver uma série de gráficos relacionados à utilização de energia elétrica, que lhes dão subsídios suficientes para continuarem sua busca pela eficiência energética.

Por meio de um sistema de registro e análise contínuo de dados, o sistema de gerenciamento de energia elétrica e utilidades proporciona máxima transparência dos fluxos de energia da empresa. Com isso, os gestores conseguem identificar os dispositivos com elevado consumo de energia para avaliar de forma mais objetiva, os potenciais de economia e implementar medidas para eliminar desperdícios. Com os fluxos de energia documentados, eles também conseguem otimizar o contrato de fornecimento de energia e melhorar seus investimentos.

O sistema de gerenciamento também permite estruturar de maneira eficaz o processo de produção da organização, elevando a eficiência energética das unidades consumidoras. Ele também aumenta o tempo de funcionamento das instalações da empresa, por meio  da detecção de situações críticas, como as de sobrecarga nos transformadores e cabos de energia, de forma rápida e automática. Assim, as operações da empresa não ficam comprometidas e os custos de manutenção são otimizados.

Os dados de consumo registrados automaticamente pelo sistema, também oferecem a possibilidade de aumentar a conscientização dos custos de energia em todos os departamentos da empresa. Com os dados em mãos, os gestores podem, inclusive, conscientizar a mão de obra acerca do consumo de energia e permitir que ela tenha uma maior participação na redução dos custos. Esta estratégia acaba entusiasmando os membros de cada departamento e fazendo com que colaborem cada vez mais para a otimização da energia.

Viu quantos benefícios um sistema de gerenciamento de energia elétrica pode gerar para sua empresa?

 

Para encontrar soluções industriais, confie em uma empresa de qualidade!

Depois de passarmos pelos caminhos que envolvem as soluções industriais, bem como suas aplicações e a necessidade cada vez maior de uma automação industrial por completo das indústrias brasileiras, o próximo passo é estar ciente de que para tê-las em sua empresa ou indústria, o mais indicado é contar com uma empresa que atue com tais soluções industriais.

Com a globalização acelerada, podemos perceber ao longo dos anos que os projetos se tornam cada vez mais complexos, ter um parceiro hábil no qual você pode contar é mais importante do que nunca, na verdade, é a sua chave para o sucesso.

Quando você escolhe Safety Control, você recebe assistência contínua de profissionais que irão apoiá-lo desde a concepção até a conclusão do seu projeto, ajudando-o a obter o melhor resultado.

A Safety Control é uma empresa brasileira de consultoria e aplicação de tecnologia e inovação no setor industrial, com sede em Curitiba/PR. A Safety Control tem por objetivo promover soluções eficientes e eficazes para administração dos seus projetos, oferecendo novas tecnologias, conhecimentos e experiências, através da prestação de serviços de Consultoria e Venda de equipamentos, em parceria com as empresa renomadas no seguimento, Leuze Eletronic, Wago Eletronic e ABB.

Além disso, podemos dizer que a Safety Control oferece um extenso portfólio de serviços de consultoria, tecnologia em automação e através de grandes parceiros, softwares de colaboração, analytics e big data. Através da sua consultoria de negócios, tecnologia e conhecimento na área de manufatura, a Safety Control ajuda clientes a se tornarem mais competitivos​ nesta nova era onde tudo está cada vez mais digitalmente interconectado, principalmente quando falamos de automação industrial e a indústria 4.0 .

A Safety Control pode te ajudar caso queira mais soluções industriais e que atuem com a garantia e qualidade que você mais precisa. Sempre com o objetivo fornecer soluções completas em seus sistemas de distribuição de energia e proteção de equipamentos, tornando a especificação facilitada.

Neste sentido e entendendo todas as necessidades de uma empresa quando busca por soluções industriais para si própria, a Safety Control se destaca porque oferece muito mais do que soluções para que o seu negócio prospere: também contamos com suporte técnico especializado. A assistência pode ser efetuada por telefone, e-mail, por escrito, com a facilidade do atendimento remoto, in loco ou na sede própria da empresa.

Ainda assim, podemos dizer que a Safety Control atendem com um ambiente de aprendizagem (manuais, instruções e vídeo-aulas), consultoria de implantação e consultoria qualificada para futuras necessidades, levantamento de processos com orçamento de custos operacionais para atender particularidades do negócios dos clientes para, inclusive, prestar serviços de migração, conversão, parametrizações do sistema e integração de dados.

Por fim, não podemos deixar de dizer que a Safety Control conta com uma ampla oferta de quadros e centrais de distribuição de energia, automação e comando, para que a interface entre o projeto, a implantação elétrica e o usuário final seja atendido da melhor maneira possível.

Entre em contato com a Safety Control para estas ou mais informações sobre nossos produtos e serviços, e fique ligado em nossos conteúdos sobre automação industrial e muito mais. Até a próxima!